Por: Max Gheringer – Mundo Corporativo – Rede CBN em 17/02/2009 às 20:48:52
Alguns ouvintes escreveram pedindo dicas sobre como montar uma apresentação, dessas que são feitas dentro da empresa. Então, aqui vai uma listinha das coisas que eu aprendi na vida prática.
Primeira, a platéia, pelo que se sabe, é alfabetizada. Por isso, o apresentador não deve ficar lendo frases inteiras, que a platéia poderia ler por conta própria. O melhor é colocar um título curto, e desenvolver o assunto falando.

Segunda, nós somos ocidentais. Quando vemos um material visual em nossa frente, nossos olhos seguem sempre o mesmo caminho, da esquerda para a direita, e de cima para baixo. É nessa ordem que a tela da apresentação deve ser montada.

Começar a falar de algo que está no canto direito baixo enquanto a platéia está olhando para o canto esquerdo alto, só causa dispersão.

Terceira, colocar só um assunto em cada tela. Eu já vi muita apresentação perder o ritmo porque o apresentador lista 20 tópicos numa tela só, e começa a explicar o primeiro, enquanto a platéia está lendo os outros 19.

É importante que a platéia nunca saiba qual será o tópico seguinte. É isso que mantém as pessoas atentas.

Quarta, fale tudo o que está na tela, e não fale nada que não esteja na tela. Por exemplo, escrever o mesmo título em todas as telas, desvia a atenção de quem assiste, além de poluir a apresentação.

E falar algo que não está na tela faz com que a platéia fique procurando onde está aquele assunto e deixe de ouvir o que está sendo falado.

Quinta, usar letras bem grandes.

“Letras pequenas são hipnóticas, dão sono. Uma planilha, por exemplo, cheia de numerinhos e de letrinhas, nunca deve ser colocada numa tela.”

E, finalmente, algo que sempre dá certo. Na primeira tela, colocar quanto tempo deve durar a apresentação. Se o tempo for inferior a 20 minutos, a platéia ficará agradecida e tenderá a se mostrar muito mais favorável às idéias de quem está apresentando.