Promessas efetivas de ano novo – factíveis e mensuráveis?

2017-01-12T13:26:50-03:00

Em sua crônica semanal do Estadão (Casas Inteligentes, 30/12), Pedro Doria conta que a meta de Mark Zuckerberg para 2010 foi "aprender mandariam - a língua de sua mulher". Pedro também se refere a Mark como "bom geek metódico e obsessivo", o que me fez imaginar que ele estabeleceu parâmetros rígidos sobre o que seria "aprender

Promessas efetivas de ano novo – factíveis e mensuráveis?2017-01-12T13:26:50-03:00

No mundo dos negócios, gentileza gera gentileza?

2017-05-02T18:19:39-03:00

A gentileza está saindo de campo, no jogo corporativo. Não o ato de ser gentil, mas o uso desse termo – que permanece frequente apenas em alguns setores e faixas etárias. (leia mais...) Não quero discutir aqui se as pessoas estão mais ríspidas, individualistas e apressadas (talvez estejam). Mas muitas vezes os profissionais parecem ter medo

No mundo dos negócios, gentileza gera gentileza?2017-05-02T18:19:39-03:00

Sobre e-mails e mensagens

2015-08-14T13:57:22-03:00

Por: LULI RADFAHRER em 14/02/2011 às 09:59:03 A maioria das mensagens é inútil; quando toda conversa pode ser relevante, praticamente nenhuma o é UM DOS PRINCIPAIS indicadores do final das férias é o reencontro com uma pilha de mensagens recebidas durante o período em que se esteve ausente. Rever e arrumar a comunicação interrompida sempre trouxe

Sobre e-mails e mensagens2015-08-14T13:57:22-03:00

Informação móvel

2015-05-18T13:41:14-03:00

Quase a metade (49%) dos brasileiros afirma preferir acessar e-mails pelo computador sem o auxílio de programas como o Outlook, segundo pesquisa da consultoria Return Path. O índice obtido no Brasil é o maior das sete nações analisadas, entre elas, Alemanha (39%), França (29%) e Estados Unidos (27%). Outra parcela de brasileiros (33%) opta por abrir

Informação móvel2015-05-18T13:41:14-03:00